Infelizmente, existem charlatões e empresas de fachada em todos os setores, inclusive no segmento de seguros de carros e motos. Como acontece na maioria das situações, o maior prejudicado é o consumidor, que sofre com o serviço de má qualidade, empresas que desaparecem e outros diversos problemas. Para auxiliá-lo no conhecimento dos inúmeros perigos da contratação de seguros de carros e motos não oficiais, a Siggo apresenta alguns dos principais riscos a seguir:

  • Instalações caseiras: seguradoras amadoras e/ou não oficiais podem possuir um serviço bastante deficiente, até exigindo que algumas etapas do processo sejam realizadas pelo próprio consumidor ou em condições inadequadas. Suspeito de situações que claramente indicam falta de estrutura e preparo para o atendimento ao público e a execução de tarefas essenciais à prestação do serviço, como por exemplo, a instalação do rastreador em ambiente inapropriado ou sem a atuação de profissionais.
  • Seguro fictício: rastreador e seguro de carro são serviços diferentes, portanto anunciar e/ou vender rastreador como se fossem seguro de carro é uma prática duvidosa. Seguradoras não oficiais ludibriam os consumidores ao oferecerem o sistema de rastreamento como um seguro. O recomendado para tranquilidade completa e maior segurança é a aquisição do rastreador com seguro, pois assim o veículo fica protegido em questão de furto e também tem seus dados de localização constantemente monitorados.
  • Assistência técnica e atendimento precário: todo o processo de contratação e uso do rastreador e seguro dependem de um atendimento ao público eficaz e de uma assistência técnica apta a resolver problemas com agilidade e qualidade. Os seguros de carro não oficiais costumam oferecer um atendimento desqualificado e, muitas vezes, insatisfatório, pois não possuem estrutura adequada para atuarem como uma seguradora.
  • Não recebimento da indenização: uma das situações mais delicadas dos seguros de carro não oficiais é o atraso ou a ausência de pagamento da indenização ao segurado. Além da dor de cabeça de ter um veículo furtado ou roubado, o motorista ainda lida com o enorme problema do não recebimento do que lhe é direito.

Obviamente, as opções clandestinas atraem os consumidores com preços muito abaixo do mercado e condições suspeitas. Porém, como diz o ditado, quando a esmola é muita, o santo desconfia. Ficar atento à idoneidade da seguradora é essência para evitar os riscos dos seguros não oficiais. Sendo assim, continue contando com a Siggo para ter um atendimento confiável e de qualidade, assim como informação sempre à mão para seguir seguro na moto ou no carro.



  • Compartilhe o post

Preencha corretamente os campos abaixo,
Entramos em contato com você!